10 dicas para mudar a decoração de apartamentos pequenos

 em Dicas

decoração de apartamentos pequenos

decoração de apartamentos pequenos

Neste artigo, apresentarei algumas dicas para decoração de ambientes pequenos.

Muitos acreditam que é impossível criar um ambiente aconchegante e espaçoso em apartamentos, porém, utilizando a decoração adequada, isso é mais que possível.

Todo o processo de reforma é complicado, porém, o momento de decorar pode tirar o sono dos donos da residência. Isso porque, os móveis encontrados prontos nas lojas são muito grandes, e parecem não se encaixar em nenhum local.

Ao se encontrar nessa situação, é importante que não haja desespero. Com algumas dicas básicas, é possível realizar verdadeiros milagres, transformando seu apartamento pequeno. Tenha certeza, seguindo as minhas dicas, você deixará o espaço com cara de palácio.

Para isso, preparei algumas dicas de como produzir uma decoração aconchegante, confortável, e funcional para lares pequenos.

1 – Escolha das Cores

Não é novidade que cores claras são utilizadas para dar amplitude visual ao ambiente, porém, com a criação de residências cada vez menores, esse troque está se tornando mais utilizado. Por esse motivo, busque sempre escolher tonalidades claras para a decoração.

Essa dica pode ser utilizada para definir a tonalidade das paredes e da mobília. É importante ressaltar que, utilizar cores claras não restringe o uso de cores mais escuras e vibrantes na decoração. Nesse caso, escolha tons claros para as paredes e brinque com o colorido nos detalhes, como quadros e objetos decorativos.

 

2 – Uso de espelhos

Nada mais infalível, quando o assunto é transparecer que o espaço é maior, do que espelhos. Além de serem os melhores amigos de ambientes pequenos, ficam maravilhosos na decoração.

É possível utilizá-los em paredes completas, ou em pontos específicos, como atrás da mesa de jantar ou porta do guarda-roupa. Em relação à molduras, se o conceito da sua decoração for um aspecto clean, escolha sem.

3 – Utilidade dos móveis

Já existem diversos móveis multiuso no mercado. Sofás que se transformam em cama, camas com gavetas na parte inferior, mesas retráteis, entre outras tantas mobílias que poderão deixar sua casa mais funcional. Além disso, a organização trazida por essa facilidade, também é um ponto que merece destaque.

4 – Dê altura à mobília

Coloque tudo no alto, deixando no chão apenas as mobílias que necessitam estar lá. Um ótimo exemplo disso é escolher por um painel ao invés de rack para televisão. Também é possível substituir buffets e aparadores por nichos e prateleiras. Mesas de centro e laterais podem ser extintas da decoração sem causar prejuízos ao conceito planejado.

Essas pequenas alterações favorecem um ambiente de circulação mais amplo, oferecendo à residência um sentimento de conforto e funcionalidade.

5 – Separação dos ambientes

Sempre que for possível, substitua as portas tradicionais por portas de correr, isso porquê, elas não ocupam espaços e deixam as paredes livres para outras coisas.

Os espaços que geralmente são integrados são a varanda com a sala de estar, sala de estar com sala de jantar, sala de jantar com cozinha, entre outros. Existem muitas possibilidades de realizar essa nova disposição dos cômodos.

Se for possível alterar a estrutura da residência, é válido avaliar se existe algum quarto sobrando. Se a resposta for sim, é possível derrubar uma parede e ganhar espaços para a área integrada.

6 – Planejados

Móveis planejados são, sem dúvidas, a melhor opção para apartamentos pequenos. Eles tendem a ser mais caros, porém, é um investimento muito válido.

Com eles, o espaço é melhor aproveitado, além da existência da possibilidade de personalização. Ter o poder de definir a quantidade de divisórias e o espaço destinado a cada é de extrema importância nesses casos, fazendo com que cada centímetro seja utilizado.

7 – Organização do espaço

Utilizar de organizadores é um ponto importante, visto que, ambientes bagunçados aparentam ser menor do que realmente são. Já os locais que estão sempre arrumados, acabam se tornando mais agradáveis e aparentemente maiores. Cestos, suportes, ganchos, são fundamentais, mas vai e acordo com o conceito do espaço deixá-los a mostra, ou não. Caso a escolha seja por guardá-los em armários, certifique-se do espaço disponível para a colocação dos mesmos.

 

8 – Iluminação do apartamento

 Esse é um item que não pode faltar, afinal, a luminosidade é o principal fator de amplitude do ambiente. Se o cômodo contar com janelas, use e abuse da claridade natural, mas caso isso não seja possível, invista em um projeto de iluminação bom o suficiente para suprir o problema. As luzes amarelas são mais aconchegantes do que as brancas, e por esse motivo, deve ser colocada em locais de descanso.

9 – Quantidade de informação

É nesse tópico que entra o velho ditado “menos é mais”. É necessário ter muito cuidado no momento de escolher quantos objetos farão parte da decoração. O ideal para residências pequenas, é que o número de itens decorativos seja reduzido, deixando o espaço mais clean e arrumado.

 Outro detalhe importante é fazer com que todos os elementos conversem dentro de um mesmo conceito, para não sobrecarregar o espaço.

10 – Composição de móveis

Para a sala, por exemplo, que é um ambiente que deseja aconchegar a todos, espaços para descanso são essenciais. Porém, não é necessário adquirir um sofá gigantesco. Você pode compor o ambiente com o auxílio de puffs e poltronas menores, que trarão um aspecto mais jovial para o cômodo.


Você também pode contar com a minha ajuda para realizar a decoração de apartamento pequeno. Saiba mais em: www.liligiudice.com.br

Gostou dessa matéria? Leia mais: 

https://liligiudice.com.br/dicas/4-dicas-para-escolher-o-tapete-ideal-para-sua-casa/

 

Novidades

Fale conosco agora!

Queremos formatar um projeto focado nas suas carências.